Turmas com Inscrições Abertas em EAD -

* Efetue sua inscrição escolhendo o Curso/Turma desejada e bons estudos!


Inscrição para o Curso: FMC Licitações e Contratos Administrativos - Turma: 2021 - FMC-SETEMBRO.1

Project Image
  • Local: WEB
  • Período: 24 horas
  • Data de Início: 01/09/2021
  • Data de Conclusão: 31/10/2021
  • Número de Vagas: 0
  • Cidade: EAD -

FUNDAÇÃO MILTON CAMPOS, disponibilizou um curso de formação avançada, cujo objetivo é o de promover a capacitação e atualização especializada dos servidores das prefeituras, que executem trabalhos de compras, trabalhem nas comissões permanentes de licitações, gestores de contratos, procuradores, controladores, buscando aperfeiçoar e atualizar os conhecimentos.

  • Entender as principais alterações na Nova Lei de Licitações e Contratos Administrativos;
  • Conhecer, com profundidade, a Nova Lei, preparando-se para o mercado e para as novas contratações;
  • Dominar as polêmicas sobre a Nova Lei, com as principais alterações em seu conteúdo normativo;
  • Aprofundar-se sobre os temas da contratação direta e as principais alterações nessa área;
  • Conhecer os precedentes do Tribunal de Contas da União sobre a matéria;
  • Destacar os impactos da Lei 14.133, nas pequenas e médias Prefeituras.

Pregoeiros e equipe de apoio, membros do departamento de compras, fiscais e gestores de contratos, assessores e procuradores jurídicos, auditores, profissionais do controle interno e demais agentes envolvidos nas contratações públicas.

I - OBRIGATORIEDADE DA NOVA LEI

  • Quais leis foram alteradas e quais leis foram revogadas;
  • Alteração do regime – como proceder;
  • Âmbito de aplicação da lei;
  • Quando aplicar a nova lei (peculiaridades para pequenos Municípios);
  • Como ficam as licitações e contratações nas Estatais.

II – PRINCÍPIOS DA NOVA LEI DE LICITAÇÃO

  • Maior ênfase na parte principiológica;
  • Princípio da virtualização.

III – DO PROCESSO LICITATÓRIO

  • Objetivos;
  • Formalidades;
  • Fases.

IV - FASE PREPARATÓRIA DA LICITAÇÃO

  • Instruções do processo licitatório;
  • Ênfase no planejamento.

V – MODALIDADES DE LICITAÇÃO E AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES

  • Pregão;
  • Concorrência;
  • Concurso;
  • Leilão;
  • Diálogo competitivo.

VI – CRITÉRIOS DE JULGAMENTO – PRINCIPAIS ALTERAÇÕES

  • Menor preço;
  • Maior desconto;
  • Melhor técnica ou conteúdo artístico;
  • Técnica e preço;
  • Maior lance, no caso de leilão;
  • Maior retorno econômico.

VII – PREÇO ESTIMADO DA CONTRATAÇÃO

  • A polêmica do preço médio;
  • O problema da inexequibilidade;
  • O entendimento dos órgãos de controle;
  • Como atingir o preço de mercado.

VIII – REQUISITOS DE HABILITAÇÃO

  • Principais alterações;
  • O que pode e o que não pode ser exigido;
  • Quem está impedido de contratar ou suspenso de licitar.

IX – DAS COMPRAS

  • Padronização;
  • Compras e parcelamento;
  • Catálogo eletrônico;
  • Compras de bens de consumo comum e de luxo.

X – DAS LICITAÇÕES PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

  • Principais alterações normativas;
  • A jurisprudência do TCU e do TCE sobre o tema.

XI – DOS SERVIÇOS EM GERAL

  • Da padronização;
  • Das possibilidades de parcelamento;
  • Das contratações de mais de uma empresa para o mesmo serviço.

XII – DIVULGAÇÃO DO EDITAL DE LICITAÇÃO

  • Ampla publicidade;
  • Prioridade para os meios digitais.

XIII – APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS E LANCES E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS

  • Princípio do formalismo moderado;
  • Como proceder no desempate.

XIV – DO ENCERRAMENTO DA LICITAÇÃO

  • Correção de vícios sanáveis;
  • Possíveis nulidades.

XV – DO PROCESSO DE CONTRATAÇÃO DIRETA

  • Hipóteses de contratação direta;
  • Como proceder à contratação direta;
  • Da inexigibilidade de contratação;
  • Da dispensa de licitação;
  • Principais alterações normativas;
  • Do crime de contratação direta ilegal.

XVI – DAS ALIENAÇÕES

XVII – DOS PROCEDIMENTOS AUXILIARES

  • Credenciamento;
  • Pré-qualificação;
  • Procedimento de manifestação de interesse (PMI);
  • Sistema de Registro de Preços (SRP);
  • Registro Cadastral.

XVIII – DAS GARANTIAS

  • Novas modalidades de garantias;
  • O papel das seguradoras.

XIX – DA ALOCAÇÃO DE RISCOS

  • Matriz de riscos.
  • Reequilíbrio econômico-financeiro dos contratos.

XX – DAS PRERROGATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO

  • Quais ão as prerrogativas;
  • O novo regime jurídico das contratações públicas.

XXI – DURAÇÃO DOS CONTRATOS

  • Contratos por escopo;
  • Contratos de prestação continuada.

XXII – EXECUÇÃO DOS CONTRATOS

  • Ênfase na fase de execução dos contratos.

XXIII – ALTERAÇÃO DOS CONTRATOS E DOS PREÇOS

  • A polêmica do reequilíbrio;
  • Alterações qualitativas e quantitativas.

XXIV – HIPÓTESES DE EXTINÇÃO DOS CONTRATOS

  • Principais alterações;
  • Formalização da extinção do contrato;
  • Direitos e deveres do contratado.

XXV – DO RECEBIMENTO DO OBJETO DO CONTRATO

  • Recebimento provisório e recebimento definitivo;
  • A prova de conceito ou de amostra.

XXVI – DOS PAGAMENTOS

  • Alteração da ordem cronológica de pagamentos;
  • Critérios de pagamento de acordo com o desempenho do contratado.

XXVII – DAS NULIDADES DOS CONTRATOS

  • Teoria das nulidades;
  • Vícios sanáveis e vícios insanáveis.

XXVIII – DOS MEIOS ALTERNATIVOS DE RESOLUÇÃO DE CONTROVÉRSIAS

  • Administração Pública dialógica;
  • Mediação, arbitragem, dentre outros.

XXIX – DAS INFRAÇÕES ADMINISTRATIVAS E RESPECTIVAS SANÇÕES

  • Advertência;
  • Multa;
  • Impedimento de licitar e contratar;
  • Declaração de inidoneidade para licitar ou contratar;
  • O processo para aplicação das sanções.

XXX – DAS IMPUGNAÇÕES, DOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS E DOS RECURSOS

  • Recursos cabíveis;
  • Prazos.

XXXI – DO CONTROLE DAS CONTRATAÇÕES

  • Do controle interno;
  • Do papel exercido pelas Procuradorias e Assessorias Jurídicas;
  • Do controle pelos Tribunais de Contas;
  • Precauções por parte da Administração Pública;
  • A importância do parecer jurídico.

XXXII – DO PORTAL NACIONAL DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS

  • Principais alterações;
  • Qual a finalidade do PNCP.

XXXIII – DOS CRIMES EM LICITAÇÕES E CONTRATOS

  • Principais alterações;
  • Alteração do regime de cumprimento da pena;
  • Modalidades mais gravosas.

XXXIV – DO REGIME DE TRANSIÇÃO


Inscrição para o Curso: Nova Lei nº 14.133/21 (web) - Turma: ONLINE 2021-2

Project Image
  • Local: WEB
  • Período: 24 horas
  • Data de Início: 11/10/2021
  • Data de Conclusão: 31/12/2021
  • Número de Vagas: 0
  • Cidade: EAD -

A Lei nº 14.133/2021 – A nova Lei de Licitações e Contratos Administrativos – modificou radicalmente o sistema de contratação pública no Brasil, revogando a Lei Geral de Licitações (Lei nº 8.666/1993), a Lei do Pregão (Lei nº 10.520/2002) e a Lei do RDC (Lei nº 12.462/2011).

Diante dessas profundas alterações e considerando as respectivas modificações, é importante o aprofundamento sobre o tema, sobretudo em face das polêmicas e controvérsias que foram criadas.

Neste curso, escolhemos os assuntos mais importantes a serem abordados neste primeiro momento, sobretudo as principais alterações normativas, com ênfase nas fases de planejamento e execução.

Bem assim, procuraremos destacar quais são os dispositivos legais que já se encontram em plena vigência, a despeito do regime transitório contemplado na própria lei.

É imprescindível que todos os gestores públicos, cuja atividade envolva o planejamento, a gestão e a fiscalização de contratos, bem como os órgãos de controle interno, compreender as inovações que serão introduzidas pela nova lei de licitações e contratos, para que possam desempenhar com segurança suas relevantes funções.

Entender as principais alterações na Nova Lei de Licitações e Contratos Administrativos;

Conhecer, com profundidade, a Nova Lei, preparando-se para o mercado e para as novas contratações;

Dominar as polêmicas sobre a Nova Lei, com as principais alterações em seu conteúdo normativo;

Aprofundar-se sobre os temas da contratação direta e as principais alterações nessa área;

Conhecer os precedentes do Tribunal de Contas da União sobre a matéria;

Destacar os impactos da Lei 14.133 de abril 2021, nos conselhos de classes profissionais.

Pregoeiros e equipe de apoio, membros do departamento de compras, fiscais e gestores de contratos, assessores e procuradores jurídicos, auditores, profissionais dos controles interno e demais agentes envolvidos nas contratações públicas.

I - OBRIGATORIEDADE DA NOVA LEI:

- Quais leis foram alteradas e quais leis foram revogadas; alteração do regime – como proceder; âmbito de aplicação da lei; quando aplicar a nova lei (peculiaridades para pequenos Municípios); como ficam as licitações e contratações nas Estatais.

II – PRINCÍPIOS DA NOVA LEI DE LICITAÇÃO

- Maior ênfase na parte principiológica; princípio da virtualização.

III – DO PROCESSO LICITATÓRIO

- Objetivos; formalidades; fases.

IV - FASE PREPARATÓRIA DA LICITAÇÃO

- Instruções do processo licitatório; ênfase no planejamento.

V – MODALIDADES DE LICITAÇÃO E AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES

- Pregão; concorrência; concurso; leilão; diálogo competitivo.

VI – CRITÉRIOS DE JULGAMENTO – PRINCIPAIS ALTERAÇÕES

- Menor preço; maior desconto; melhor técnica ou conteúdo artístico; técnica e preço; maior lance, no caso de leilão; maior retorno econômico.

VII – PREÇO ESTIMADO DA CONTRATAÇÃO

- A polêmica do preço médio; o problema da inexequibilidade; o entendimento dos órgãos de controle; como atingir o preço de mercado.

VIII – REQUISITOS DE HABILITAÇÃO

- Principais alterações; o que pode e o que não pode ser exigido; quem está impedido de contratar ou suspenso de licitar.

IX – DAS COMPRAS

- Padronização; compras e parcelamento; catálogo eletrônico; compras de bens de consumo comum e de luxo.

X – DAS LICITAÇÕES PARA OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

- Principais alterações normativas; a jurisprudência do TCU e do TCE sobre o tema.

XI – DOS SERVIÇOS EM GERAL

- Da padronização; das possibilidades de parcelamento; das contratações de mais de uma empresa para o mesmo serviço.

XII – DIVULGAÇÃO DO EDITAL DE LICITAÇÃO

- Ampla publicidade; prioridade para os meios digitais.

XIII – APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS E LANCES E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS

- Princípio do formalismo moderado; como proceder no desempate.

XIV – DO ENCERRAMENTO DA LICITAÇÃO

- Correção de vícios sanáveis; possíveis nulidades.

XV – DO PROCESSO DE CONTRATAÇÃO DIRETA

- Hipóteses de contratação direta; como proceder à contratação direta; da inexigibilidade de contratação; da dispensa de licitação; principais alterações normativas; do crime de contratação direta ilegal.

XVI – DAS ALIENAÇÕES

XVII – DOS PROCEDIMENTOS AUXILIARES

- Credenciamento; pré-qualificação; procedimento de manifestação de interesse (PMI); sistema de Registro de Preços (SRP); registro cadastral.

XVIII – DAS GARANTIAS

- Novas modalidades de garantias; o papel das seguradoras.

XIX – DA ALOCAÇÃO DE RISCOS

- Matriz de riscos; reequilíbrio econômico-financeiro dos contratos.

XX – DAS PRERROGATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO

- Quais são as prerrogativas; o novo regime jurídico das contratações públicas.

XXI – DURAÇÃO DOS CONTRATOS

- Contratos por escopo; contratos de prestação continuada.

XXII – EXECUÇÃO DOS CONTRATOS

- Ênfase na fase de execução dos contratos.

XXIII – ALTERAÇÃO DOS CONTRATOS E DOS PREÇOS

- A polêmica do reequilíbrio; alterações qualitativas e quantitativas.

XXIV – HIPÓTESES DE EXTINÇÃO DOS CONTRATOS

- Principais alterações; formalização da extinção do contrato; direitos e deveres do contratado.

XXV – DO RECEBIMENTO DO OBJETO DO CONTRATO

- Recebimento provisório e recebimento definitivo; a prova de conceito ou de amostra.

XXVI – DOS PAGAMENTOS

- Alteração da ordem cronológica de pagamentos; critérios de pagamento de acordo com o desempenho do contratado.

XXVII – DAS NULIDADES DOS CONTRATOS

- Teoria das nulidades; vícios sanáveis e vícios insanáveis.

XXVIII – DOS MEIOS ALTERNATIVOS DE RESOLUÇÃO DE CONTROVÉRSIAS

- Administração Pública dialógica; mediação, arbitragem, dentre outros.

XXIX – DAS INFRAÇÕES ADMINISTRATIVAS E RESPECTIVAS SANÇÕES

- Advertência; multa; impedimento de licitar e contratar; declaração de inidoneidade para licitar ou contratar; o processo para aplicação das sanções.

XXX – DAS IMPUGNAÇÕES, DOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS E DOS RECURSOS

- Recursos cabíveis; prazos.

XXXI – DO CONTROLE DAS CONTRATAÇÕES

- Do controle interno; do papel exercido pelas Procuradorias e Assessorias Jurídicas; do controle pelos Tribunais de Contas; precauções por parte da Administração Pública; a importância do parecer jurídico.

XXXII – DO PORTAL NACIONAL DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS

- Principais alterações; qual a finalidade do PNCP.

XXXIII – DOS CRIMES EM LICITAÇÕES E CONTRATOS

- Principais alterações; alteração do regime de cumprimento da pena; modalidades mais gravosas.

 


Sobre a Academia

Há mais de 19 anos a Academia Brasileira de Formação e Pesquisa produz e difunde conhecimento de assuntos estratégicos nas áreas em que atua, consolidando-se como um think tank que visa contribuir para o desenvolvimento do Brasil.

A ABFP reúne capacidade técnica, metodologias inovadoras e uma equipe de profissionais qualificados, com experiência comprovada para promover práticas gerenciais eficientes. Busca, ainda soluções para assuntos estratégicos voltados para o desenvolvimento Nacional, sempre observando as questões socioeconômico e a sustentabilidade.

Além disso, desenvolve estudos e pesquisas aplicados e realiza eventos de grande repercussão pautados por debates de alto nível intelectual, de modo a promover o intercâmbio global do conhecimento.

A ABFP tem como objetivo aperfeiçoar continuamente suas atividades e atender com qualidade seu público, formado por alunos, professores, colaboradores acadêmicos e parceiros institucionais.

Sobre a ABFP
ABFP _ O QUE FAZEMOS

O que Fazemos

Nossos profissionais dedicam-se ao estudo aprofundado de atividades acadêmicas e pesquisas. Elaboramos e revisamos material teórico nas seguintes áreas: administração pública, recursos humanos, comunicação administrativa, planejamento financeiro, administração de patrimônios, logística, contratos e licitações.

Construímos modelos de relacionamento corporativo através de parceiras consultivas, aprimorarmos os resultados por meio de levantamento de dados e formatação de relatórios personalizados.

Produzimos pareceres personalizados e elaboramos planos de gestão complexos dentro das áreas de logística corporativa e gestão de informações, auxiliando na criação de estratégias corporativas nacionais e internacionais.


Quem Somos

Academia Brasileira de Formação e Pesquisa, dedica-se a propagar o conhecimento, por meio de cursos presenciai e telepresencial, palestras, seminários, conferências, congressos e videoaulas. Desenvolve e coordena a aplicação de diferentes conteúdos voltados para instituições públicas e privadas. Atua principalmente na área de gestão administrativa e financeira, pública ou privada, além de manter frentes de pesquisas por meio de parceiros e outros núcleos. A mais de 19 anos, capacita profissionais, por meio de metodologia própria e inovadora, eventos abertos e in company, contando sempre com renomados acadêmicos e pesquisadores brasileiros.

“nosso objetivo é reunir mentes brilhantes e cidadãos devotados ao progresso, para construção de um mundo onde a liberdade e a fraternidade possam produzir crescimento. O objetivo principal somente será alcançado quando houver equilíbrio entre as partes e resultados positivos a toda cadeia produtiva”

“buscamos a excelência e produção de conhecimentos associados ao rigor científico, com foco e respeito aos princípios sociais e econômicos que norteiam esta nação”

ABFP - QUEM SOMOSr